Loader Image

NOTÍCIAS

Encontros virtuais debatem tecnologia, educação e saúde

Os parceiros do Curso G9, Geekie One e Google Foreducation EdTech, promoveram encontros para debater temas como o necessário isolamento social para conter a Covid-19, as mudanças nos relacionamentos interpessoais, em especial entre pais e filhos, e os desafios enfrentados pela área de educação, obrigada a se adaptar ao ambiente virtual para manter o atendimento aos alunos. Os encontros, por meio do YouTube, reuniram pais, educadores e gestores escolares.

 

O primeiro encontro – “Todos na primeira fileira” – foi realizado pela Geekie One na quarta-feira, 21 de outubro. O convidado foi o jornalista e escritor Marcos Piangers, autor do best seller “O papai é pop”. Ele falou sobre o momento pelo qual o país está passando e sobre as expectativas para o futuro. “Sem dúvida, 2020 está sendo um ano difícil para todos, mas também de grande aprendizado porque estamos redescobrindo nossa humanidade”, disse.

 

De acordo com Marcos Piangers, as habilidades humanas serão o grande diferencial do futuro. Por isso, a escola deve estar atenta às mudanças para permitir a formação dos profissionais do futuro, que precisam ter empatia, inteligência emocional, adaptabilidade e capacidade de trabalhar em equipe, entre outras.

 

Antes da pandemia, lembra o autor, as pessoas estavam acostumadas com a correria do dia a dia, com muitas tarefas e, de repente, ficaram longe uma das outras. Apesar das complicações, quem é pai, mãe ou responsável por um estudante pôde acompanhar de perto a aprendizagem de seus filhos e suas filhas. Essa proximidade foi a oportunidade para entender, de fato, como a escola está preparando alunos e alunas para os desafios do futuro e, principalmente, do hoje.

 

O Curso G9 adotará, a partir de 2021, a Geekie One para os alunos do Ensino Fundamental II, Ensino Médio e Pré-vestibular. A plataforma digital traz uma série de benefícios para o aluno, que pode ter um estudo personalizado de acordo com sua dificuldade; para o professor, que pode planejar suas aulas e exercícios de forma flexível e com conteúdos próprios; e para a família, que recebe relatórios semanais sobre o desempenho dos filhos.

 

CIDADANIA DIGITAL

O segundo encontro ofertado aos pais e educadores foi promovido pela Google Foreducation EdTech, parceira do Curso G9 desde março de 2020. Denominado 1° Encontro Nacional de Cidadania Digital, o evento ao vivo contou com palestras de educadores, médicos e alunos sobre os temas relacionados a essa nova era educacional.

 

O evento nasceu do Programa de Cidadania Digital, que a Foreducation oferece para as escolas parceiras. O objetivo, nesta quinta-feira (22 de outubro), foi discutir os temas mais atuais relacionados ao universo digital na comunidade escolar.

 

Mariana Ochs, jornalista e especialista em Tecnologias na Educação, comandou o painel “Educação Midiática”, que tratou importantes informações sobre como trabalhar a habilidade de ler criticamente com os alunos, e a participação ativa destes no mundo conectado. Um dos temas abordados foi Fake News.

 

O médico Daniel Becker, com mais de 20 anos de experiência, abordou o tema “Crianças conectadas e a saúde”, um assunto frequente em reunião de pais e educadores: a influência do universo digital no bem-estar dos pequenos cidadãos digitais.

 

Já Sue Thotz, manager for Common Sense Education, trabalha fazendo parceria com educadores e pais, ajudando-os a criar uma cultura na qual os alunos usam a tecnologia de maneira significativa, atenciosa e respeitosa. Pesquisadora e educadora, ela administrou um estudo experimental avaliando a eficácia de um currículo de alfabetização baseado em computador.

 

O encontro contou ainda com depoimento dos alunos Valentina Alves, do Colégio Sagrado Coração de Maria (MG); Nathália Schwarzer, Colégio São José (SC); Enzo Minciotti, do Colégio Mater Dei (SP); Mateus Augusto Antunes, do Colégio Perfil (BA); e Elton Vinicius, da Escola Evangélica Betel (AM).

 

O Curso G9 adota as ferramentas do Google for Education. Elas permitem que professores e alunos trabalhem em tempo real em documentos, planilhas, apresentações, sites, mapas, formulários e muitos outros, acessíveis a qualquer computador ou celular. Mais agilidade na organização e comunicação e mais tempo para as coisas criativas e inovadoras.

Leia Mais
...
23 de outubro de 2020

Encontros virtuais debatem tecnologia, educação e saúde

Comemorações e ação solidária marcam a Semana da Criança

O “Drive Thru da Saudade”, momento para rever e matar a saudade entre professores e alunos, marcou as comemorações do Dia das Crianças e o Dia do Professor do Curso G9, comemorados em 12 e 15 de outubro, respectivamente. A atividade foi realizada pela Educação Infantil e Ensino Fundamental I (EF I). Também o Ensino Fundamental II (EF II) e o Ensino Médio realizaram ações virtuais para marcar as datas.

 

“Foi uma semana intensa e emocionante, com muitas atividades lúdicas em sala de aula, embora de maneira remota”, disse a coordenadora pedagógica do EF I, professora Nilceia Julliana Ribeiro de Carvalho Pereira. “O reencontro com os alunos, no drive thru, foi emocionante para todos. Acredito que toda a comunidade escolar saiu mais revigorada desse momento acolhedor e único”, completou a coordenadora da Educação Infantil, professora Jéssica Antunes Dias.

 

Jéssica Dias disse que foram realizadas várias atividades, ao longo da semana, durante as aulas síncronas. “Foram atividades tradicionais que eles adoram e que sempre realizamos presencialmente, como Cinema, Karaokê, Dia da Fantasia, Pinturas e muitas outras, lúdicas e divertidas”, disse.

 

O drive thru também teve uma caráter solidário: os alunos puderam fazer outra criança feliz doando um brinquedo novo ou usado, em boas condições. “Parte dessas doações foi destinada à creche CMEI Irmã Maria Auxiliadora e, a outra, às crianças das famílias cadastradas na ONG Ponte do Amor”, explicou Nilceia Ribeiro, explicou Nilceia Ribeiro.

 

BEGÔNIA & BRIGITE

Outra atividade que agradou a todos foi a apresentação virtual das palhaças Brigite e Begônia, da Damião e Cia de Teatro, de Campinas. Com muito humor, levaram alegria e animação aos alunos de todos os segmentos, em apresentações virtuais.

 

“Todos, alunos e professores, foram surpreendidos com as apresentações, realizadas ao final das aulas. Isso tornou a semana mais leve”, destacou a coordenadora do Ensino Fundamental II, Estela Maria de Oliveira.

 

Ela disse ainda que os professores receberam muitos mimos ao longo da semana, das famílias e alunos, desde cartões virtuais, presentes entregues na escola e vídeos com depoimentos dos alunos. Todas as turmas prepararam uma homenagem aos professores, com depoimentos singelos de gratidão e apresentações artísticas. Um dos vídeos, denominado Caminho Certo, foi realizado pelo Grupo de Dança do Curso G9. Veja aqui.

 

“Nossos alunos reconhecem o trabalho desenvolvido pelos professores, que se reinventam a cada instante para manter as aulas em plataformas digitais”, disse Estela Oliveira.

 

A coordenadora do Ensino Médio e Pré-vestibular, professora Marcia Gil de Souza, também destacou o trabalho feito pelos alunos para homenagear os professores. “Foram mensagens muito carinhosas e gratificantes, todos se emocionaram porque, desta vez, nossos alunos ousaram e realizaram vídeos para cada professor para cada homenageá-los”, ressaltou.

 

SHOW DE TALENTOS

Nilceia Ribeiro lembrou que o Ensino Fundamental I ainda terá uma atividade para fechar a comemoração pelo Dia das Crianças. Trata-se do tradicional Show de Talentos, que está em sua décima edição, coordenado pelos alunos do 5º ano.

 

Neste ano, o evento será adaptado para as plataformas digitais: os alunos do 1º ao 5º apresentarão, através da gravação de vídeos, seus talentos nas modalidades Canto, Dança, Mágica, Instrumento, Declamação de Poema ou outro. A apresentação acontecerá dia 30 de outubro, no período da tarde.

Leia Mais
...
22 de outubro de 2020

Comemorações e ação solidária marcam a Semana da Criança

GTEeN e GDroid concluem trabalhos para TBR 2020 virtual

As equipes do Curso G9, GTEeN e GDroid, concluíram com êxito todos os trabalhos exigidos para a etapa regional do Torneio Brasil de Robótica (TBR). Pela primeira vez, a tradicional competição foi realizada por meio de uma plataforma digital. O resultado, com as classificadas para a Fase Nacional, será divulgado durante live pelo YouTube, no próxima dia 31.

 

Para Mateus Francisco Bibiano, professor de Matemática do Curso G9 e um dos tutores das equipes, participar de um torneio virtual “está sendo uma experiência interessante porque exige muita dedicação e organização”. “Tivemos que fazer muitas adaptações, em particular, por utilizar uma simulação com robô virtual e desenvolver ações para arrecadação de fundos, como o bingo e a rifa virtuais”, explicou. O outro tutor da equipe é o também professor de Matemática, Vicente Carlos Martins.

 

“As equipes demonstraram muita seriedade e compromisso e aceitaram o desafio, mostrando muita competência em toda essa trajetória”, completou. A organização de rifas e do bingo virtual a se se referiu são ações colaborativas que entram na avaliação da Organização e Método da equipes, que também são avaliadas em outros dois quesitos: Tecnologia e Engenharia (alunos programam e simulam ações de um robô com auxílio do Open Roberta Lab) e Pesquisa (com embasamento em referenciais e indicações advindas da entrevista com profissionais da área de fitossanidade).

 

TRADIÇÃO G9

As equipes de robótica do Curso G9 têm tradição em competições locais e nacionais, tendo conquistado vários títulos. Em 2019, por exemplo, a GTEeN foi a campeã geral da categoria Middle da Fase Nacional do TBR, título inédito para Itajubá.

 

“Foi uma experiência muito enriquecedora, já que desenvolvemos a habilidade de adaptar toda pressão para apresentação de nossos projetos a uma banca de avaliação virtual. Apesar disso, a emoção e a torcida continuaram a mesma durante os desafios do robô”, disse Vinícius Ferreira dos Santos, da 2ª série do Ensino Médio (Turma M21), da equipe GDroid, sobre o TBR virtual.

 

Para Ana Lívia Franqueira, da mesma turma e equipe, “vivemos uma experiência totalmente nova no final de semana”. “Foi quando mostramos o resultado de meses de trabalho, superando desafios e demonstrando a capacidade de resiliência da equipe. Com certeza, é muito gratificante perceber nossa união em casa ação”, disse.

 

“Desde o início, procuramos dar o nosso melhor nos métodos online e, por fim, conseguimos atingir nossos objetivos. Os torneios presenciais fazem falta, mas creio que devemos aproveitar este período atípico para tirar coisas boas e evoluir”, ressaltou a aluna Marina Carmanhani, do 9º ano do Ensino Fundamental II (Turma F91), integrante da GTEeN.

 

TBR 2020

A GTEeN irá disputar a Categoria Middle 2 do Torneio Brasil de Robótica 2020, voltada aos alunos de 12 a 15 anos, e tem como proposta de pesquisa identificar um problema relacionado à erradicação de pragas e doenças de plantas ou gerenciá-las melhor quando isso não for possível, estudá-lo e propor uma solução inovadora.

 

Já a GDroid disputará a Categoria High, para alunos de 15 a 19 anos, e deve identificar um problema relacionado à proteção de plantas que são a primeira linha de defesa contra pragas e doenças, estudá-lo e propor uma solução inovadora.

 

Leia Mais
...
20 de outubro de 2020

GTEeN e GDroid concluem trabalhos para TBR 2020 virtual

Parceira do Curso G9 conquista prêmio TOP Educação

 

A ZOOM – Education for Life conquistou, pela terceira vez consecutiva, o prêmio TOP Educação, na categoria Educação Tecnológica, concedida pela Revista Educação. O Curso G9 é parceiro da empresa por meio da AME Educacional, representante Lego em várias regiões de Minas Gerais.

 

O TOP Educação é uma pesquisa quantitativa de participação espontânea que tem como objetivo apontar as marcas mais lembradas entre as empresas que atuam na área de educação. “Este é o grande diferencial da premiação: são educadores reconhecendo educadores pelos seus projetos”, disse Leonardo Mendonça, diretor de Marketing ZOOM – Education for Life.

 

“É um orgulho para nós dividir esse sonho com todos os parceiros: o sonho de poder transformar as pessoas, os jovens e as crianças e, com isso, poder ajudar na mudança do mundo”, destacou. A ZOOM – Education for Life está presente em todos os estados brasileiros, em mais de 600 escolas.

 

ROBÓTICA EDUCACIONAL

O Curso G9 usa a metodologia do projeto Lego em seu planejamento pedagógico desde 2011. O projeto é uma parceria entre o Curso G9 e a ZOOM Education For Life, empresa representante da Lego no país.

 

A metodologia aplicada é a de solução de problemas: aprender fazendo, através do uso de livros específicos e de montagem e programação de robôs. O Lego Zoom é um projeto educacional que faz parte da programação curricular de todas as disciplinas, da Educação Infantil ao Ensino Médio.

Leia Mais
...
14 de outubro de 2020

Parceira do Curso G9 conquista prêmio TOP Educação

Atletas representam o Brasil no Pan-americano de Xadrez

Dois atletas do Curso G9 integram a equipe que irá representar o Brasil no Campeonato Pan-americano de Xadrez, que deverá ser realizado em julho, no Uruguai. Os irmãos Enzo de Almeida Ramos e Giovanna Almeida Magalhães conquistaram a classificação ao vencer o Festival Nacional da Criança (Fenac), organizado pela Confederação Brasileira de Xadrez (CBX). Com essa conquista, os alunos do Curso G9 somam cinco títulos nacionais em 2020, um recorde para Itajubá.

 

Enzo de Almeida, aluno do 5º ano do Ensino Fundamental I, foi campeão Categoria Sub 10 Absoluto do Fenac. Mestre nacional pela Confederação Brasileira de Xadrez, ao vencer Campeonato Brasileiro de Xadrez Escolar, ele também foi campeão da Categoria Sub 14 do Campeonato Mineiro de Xadrez Clássico 2020 e lidera a Categoria B do Circuito Mineiro de Xadrez Escolar 2020.

 

Giovana Almeida, de 5 anos, venceu a categoria Sub 08 Feminino do Fenac, destinada aos atletas de até 8 anos. Aluna do Jardim II, Giovanna Almeida foi campeã na categoria Pré-Escolar do Campeonato Brasileiro de Xadrez Escolar 2020, que lhe rendeu o título de Mestre Nacional, a mais nova do Brasil.

 

O outro aluno do Curso G9 campeão nacional em 2020 é André Britto, do 3º ano do Ensino Fundamental I, que venceu em sua categoria no Campeonato Brasileiro de Xadrez Escolar.

 

XADREZ ESCOLAR

“Estou muito feliz e satisfeito com o desempenho dos nossos atletas. Isso, sem dúvida, é fruto do trabalho que está sendo feito, há dez anos, pelo Curso G9”, explicou o professor de Xadrez, Toninho Martins. “É muito bom perceber a formação de uma nova geração de campeões do colégio. A Gigi, com 5 anos, é uma surpresa e uma grande promessa, pois ainda disputará a categoria Sub 08 por mais 3 anos”, completou.

 

Enzo Almeida disse que participar do Pan-americano “é mais um sonho sendo realizado”. “Fiquei muito feliz com o título do Fenac; precisei de muito treino e dedicação para consegui-lo. Agradeço a Deus todos os dias, e sou muito grato ao Curso G9 e ao professor Toninho porque, sem esse apoio, não teria chegado até aqui”, ressaltou.

 

“Esse é o meu segundo título brasileiro. Estou feliz que vou participar do pan-americano e ansiosa para jogar e viajar com meu irmão. Enzo e o professor Toninho me ensinam a ser como eles são”, disse Giovanna Almeida.

 

 

Leia Mais
...
09 de outubro de 2020

Atletas representam o Brasil no Pan-americano de Xadrez

Equipes avançam na Olimpíada Nacional em História do Brasil

Nove equipes do Curso G9 participam da 12ª edição da Olimpíada Nacional em História do Brasil (ONHB), realizada pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). A competição conta com 69,8 mil alunos inscritos, de todos os estados brasileiros: atualmente, os grupos estão na terceira fase da competição.

 

“O projeto, que ocorreria no primeiro semestre, foi adiado por causa da pandemia da Covid-19 e adaptado para uma versão totalmente online e mais acessível”, explica a professora de História do Ensino Médio e mentora das equipes do Curso G9, Patrícia Ribeiro de Castro.

 

O Curso G9 tem tradição na ONHB. O colégio participa desde a segunda edição, em 2010, e é a única instituição de Minas Gerais finalista por dez vezes consecutivas, sendo a melhor instituição semifinalista em duas ocasiões. Em 2018, foi a única medalhista do Estado de Minas.

 

ONHB

Os inscritos estão divididos em equipes formadas por um professor de História e três alunos. A competição conta com seis fases e teve início com um total de 17,4 mil grupos inscritos.

 

Do total de equipes do Curso G9, duas são do Ensino Fundamental II e sete do Ensino Médio. Os alunos participantes do Fundamental II são: Mariana Amorim Santos, Pedro Feris, Gabriel Irineu, Marina Carmanhani, João Pedro Vieira, Pietra Mendonça e Ian Fernandes.

 

Já os alunos do Ensino Médio são: Luiza Amorim Prezoto, Vinícius Ferreira dos Santos, Beatriz Floriano, Luiza Bortoni, João Lucas Torres, Gabriel Teixeira Cardoso, Ana Clara Bernardes Guerzoni, Helena Ribeiro, Ana Júlia Alvarenga e Silva, Ana Luísa Duarte da Fonseca, Jade Alam, Yasmin Duarte Rodrigues dos Santos, Luiza da Silva Barbosa, Yasmim Raimundo, Nathan de Souza Aragão das Neves, Livia Pereira, Isabela Curi, Matheus Henrique, Sofia Silva Rossignoli Marques, Gabriela de Almeida Ribeiro.

 

CANGURU

Alunos do Curso G9 conquistaram bronze na olimpíada Canguru de Matemática, uma competição internacional destinada aos alunos do 3º ano do Ensino Fundamental até os da 3ª série do Ensino Médio. Também se classificaram para 2ª fase da Olimpíada Nacional de Ciências.

 

 

Leia Mais
...
07 de outubro de 2020

Equipes avançam na Olimpíada Nacional em História do Brasil

Turmas do Infantil inicia pesquisas da Feira do Conhecimento

Brincar, plantar e se alimentar. Este é o subtema das turmas da Educação Infantil para a Feira do Conhecimento 2020, que tem como mote central “Saúde Vegetal no Mar e na Terra”. Neste ano, o tradicional evento pedagógico do Curso G9 será apresentado de forma virtual em função do necessário isolamento social para combater a Covid-19.

 

De acordo com a coordenadora do segmento, Jéssica Antunes Dias, as turmas começaram as pesquisas no início do segundo semestre letivo. “Essa temática é muito interessante porque destaca a importância de garantir a saúde das plantas, protegendo a biodiversidade e o meio ambiente”, explica. “A pergunta norteadora desse projeto é: como ter uma alimentação saudável por meio do cultivo e cuidado com as plantas?”, completa.

 

De acordo com Jéssica Antunes, o objetivo dessa reflexão é provocar mudanças de atitudes nas crianças e familiares, no que diz respeito a atitudes simples, mas extremamente importantes, como separar o lixo orgânico do reciclável, proteger a natureza e ter uma alimentação saudável. “Sabemos que é na infância que bons hábitos e valores se formam”, diz.

 

Durante o projeto, a Educação Infantil abordará diversos assuntos: cultivo e cuidado com as plantas; animais que auxiliam esse cultivo; lixo orgânico e reciclável; e alimentação saudável. “As crianças amam atividades ‘mão na massa’ e a prática de plantar e vivenciar o crescimento de uma planta é muito significativa. Além de perceber que o que é cultivado retorna para nós como alimentos saudáveis. Cuidar da saúde dos vegetais é cuidar da nossa própria saúde”, ressalta.

 

FITOSSANIDADE

O projeto da Feira do Conhecimento é o maior e mais tradicional projeto pedagógico do Curso G9 e envolve alunos da Educação Infantil às turmas das 1ª e 2ª séries do Ensino Médio, que já apresentaram as pesquisas à Banca de Avaliação. Também os alunos do Fundamental II já passaram pela banca e estão na fase final da pesquisa.

 

O tema da Feira do Conhecimento do Curso G9 está em consonância com a resolução da ONU (Organização das Nações Unidas), que escolheu 2020 como o Ano Internacional da Fitossanidade.

Leia Mais
...
05 de outubro de 2020

Turmas do Infantil inicia pesquisas da Feira do Conhecimento

Pesquisas do Fundamental II são avaliadas por banca da Feira 2020

Alunos do 6º ao 9º anos do Ensino Fundamental II do Curso G9 deram um importante passo para a conclusão dos trabalhos para a Feira do Conhecimento 2020, que tem como tema geral “Saúde Vegetal no Mar e na Terra”. Eles apresentam as pesquisa à Banca de Avaliação, formada por professores, coordenação pedagógica e direção do colégio.

 

Os trabalhos foram apresentados de forma remota, por uma das plataformas da Google for Education, usadas pelo colégio desde o início das aulas remotas. O tema da Feira do Conhecimento do Curso G9 está em consonância com a resolução da ONU (Organização das Nações Unidas), que escolheu 2020 como o Ano Internacional da Fitossanidade.

 

Para a coordenadora pedagógica do segmento, professora Estela Maria de Oliveira, os trabalhos estão muito bons. “O importante desse processo é que os alunos nos contaram o que aprenderam, cada um à sua maneira. Muitos venceram o nervosismo, tão comum nessa idade, em especial, potencializado por nesse ambiente virtual”, explica.

 

A diretora pedagógica do Curso G9, Maria Aparecida Fernandes, lembrou que é a primeira vez que os alunos do 6º ano passam pela banca de avaliação da Feira. “Os trabalhos estão muito bons e mostra que houve esforço e dedicação de todos para pesquisar e aprender, mesmo em um ambiente virtual”, ressalta.

 

Também as turmas do Ensino Médio já apresentaram as pesquisas à Banca de Avaliação, entre os dias 31 de agosto a 3 de setembro.

 

FITOSSANIDADE

“Fizemos várias pesquisas, anotações e, mesmo na pandemia, não paramos de estudar sobre o assunto”, conta a aluna do 8º ano (Turma F81), Maria Eduarda Mota Oliveira. “Desde o começo, ainda em aulas presenciais, fizemos fichas para organizar o trabalho de nossa equipe. Seguimos o método com as aulas virtuais, o que deu muito certo. Agora, os comentários da banca trazem um aprendizado muito grande para nós”, destaca Clara Mouallem, aluna do 8º ano (Turma F82).

 

Para o professor Glauber Luz, os alunos e professores “estão de parabéns pelo trabalho desenvolvido até agora. “As pesquisa estão bem aprofundadas, mas são necessários alguns ajustes técnicos em conceitos e fórmulas, o que é natural neste momento do trabalho”, ressalta ele, que participou da banca dos 8º anos.

 

“Os alunos deram um show de interdisciplinaridade. Mostraram diferentes pontos de vistas diante das hipóteses levantadas. Gostei muito como concluíram, pois deixaram aos ouvintes a decisão sobre o que levar em conta quando decidir sobre sua própria alimentação. Promoveram a conscientização de forma linda”, diz a professora de Ciências do 6º ano, Camila Aparecida dos S. Pereira, que participou da banca das equipes do 9º ano.

 

AULAS REMOTAS

O Curso G9 mantém as atividades pedagógicas, por plataformas digitais, desde o início do necessário isolamento social. Confira o que está sendo feito na Educação Infantil, no Ensino Fundamental I, no Ensino Fundamental II e no Ensino Médio e Pré-vestibular.

 

SUBTEMAS DA FEIRA | ENSINO FUNDAMENTAL II

6º Ano – Turma F61

Plantando com Ciência e Tecnologia: agricultura 4.0

 

6º Ano – Turma F62

O controle biológico: uma estratégia para manutenção da biodiversidade

 

7º Ano – Turma

Biodiversidade do solo brasileiro: manuseio sem prejuízo

 

7º Ano – Turma F72

Fitopatologia: A interferência das doenças das plantas na cadeia alimentar

 

8º Ano – Turmas F81 e F82

Influências das consequências do Aquecimento Global no contexto da Fitossanidade

 

9º Ano – Turma F91

Manipulação genética: O que temos e o que queremos?

 

9º Ano – Turma F92

Evolução cultural e biomas no Brasil: do conhecimento indígena à atualidade, como o homem se relaciona com a flora?

Leia Mais
...
02 de outubro de 2020

Pesquisas do Fundamental II são avaliadas por banca da Feira 2020

Oficina de Teatro reflete sobre pandemia em vídeo de comédia

Alunos da Oficina de Teatro do Curso G9 tiveram a oportunidade de apresentaram, em 30 de setembro, aos estudantes do Ensino Médio e do Pré-vestibular, vídeo realizado sobre a supervisão do professor Luan Fernandes. A comédia, denominada “Não Toque”, também foi veiculada às turmas do Ensino Fundamental II em 2 de outubro.

 

“Aproveitamos o belo trabalho realizado pela oficina para abrir o projeto ‘Saúde Mental na Pandemia’, composto também por uma roda de conversa sobre essa temática”, explica a coordenadora pedagógica do Ensino Médio e Pré-vestibular, Marcia Gil de Souza. Ela se refere aos encontros que serão realizados às turmas do segmento, nos dias 1º e 2 de outubro, com mediação do professor Rangel Willians Batista.

 

Para o professor Luan Fernandes, responsável pela Oficina de Teatro e pela finalização do vídeo, a discussão da ideia, do roteiro e da produção envolveu os alunos durante as aulas síncronas (online).  Os encontros virtuais aconteceram por meio do Meet, uma das plataformas da Google for Education, usada pelo colégio desde o início das aulas remotas.

 

“Após três encontros, a história foi performada e cada aluno gravou seus vídeos e me encaminhou para edição e finalização”, explica. “Vale frisar que nem todos os alunos estão em Itajubá e, mesmo assim, conseguiram participar do trabalho – essa é uma das vantagens das ferramentas digitais”, completa.

 

OFICINA DE TEATRO

A Oficina de Teatro é realizada semanalmente, em um trabalho conjunto com a Oficina de Dança. Nela, os alunos são estimulados a compreender essa linguagem para usá-la em trabalhos em sala de aula e nas apresentações de outros projetos institucionais, como Feira do Conhecimento, Gincana e Noite Cultural.

 

No vídeo “Não Toque”, houve a participação de nove alunos do Ensino Fundamental II e Ensino Médio. São eles: Gabriele dos Santos Ribeiro (Turma F61), Yarah Dias da Silva Lucas (F62), Maria Júlia Monti Bustamante (F71), Mariane Marques Marcondes (F72), Giovanna Faria Totti (F72), Fabiano da Silva Oliveira Junior (F91), Manuela Vilas Bôas e Silva (F92), Ana Beatriz Gonçalves (M11) e Inayá Ahau Tatamiya Medeiros (M22).

 

SINOPSE

A história do gênero comédia, sendo adaptada para um contexto de Teatro Mudo, buscou narrar duas grandes atitudes necessárias ao ser humano. Logo no início, nos deparamos com os personagens compartilhando seus alimentos, mostrando a importância de ser empático, principalmente no momento que estamos vivendo.

 

No decorrer da história, conhecemos uma televisão mágica, que sempre tem em sua tela a mensagem: “Não toque no controle”, porém, todo mundo acaba se mostrando desobediente e teimoso, vindo a tocar no controle, o que leva os personagens a serem presos dentro da TV.

 

Durante toda a peça fica a tentativa de encontrar um coração realmente puro e bondoso capaz de libertar a todos simplesmente por não ceder à tentação de tocar no controle.

 

“A peça, além de sua mensagem principal ser alicerçada nestas duas atitudes importantes – empatia e obediência –, tem uma mensagem mais abrangente, uma crítica a este momento tão virtual que estamos vivendo, em que todos anseiam por ser libertados o mais breve possível, mostrando que acreditar que tudo vai passar é uma atitude que pode transformar essa situação”, destaca Luan Fernandes.

Leia Mais
...
30 de setembro de 2020

Oficina de Teatro reflete sobre pandemia em vídeo de comédia

Curso G9 lidera Circuito Mineiro de Xadrez Escolar 2020

O Curso G9 lidera a Categoria Melhor Escola do Circuito Mineiro de Xadrez Escolar 2020, competição oficial da Federação Mineira de Xadrez, que reúne 69 escolas do Estado. A quinta e penúltima rodada foi realizada em 19 de setembro.

 

“Nossa equipe está focada na competição, tivemos grandes partidas. Acredito que chegaremos bem à final”, explica o professor de Xadrez do Curso G9, Antônio Martins. A sexta e última etapa será realizada em 24 de outubro. “A grande final, que acontecerá em novembro, reunirá os dez melhores atletas de cada categoria”, completa.

 

Os destaques individuais da equipe do Curso G9 são: André Bernardo Britto, do 3º ano do Ensino Fundamental I, que é líder da Categoria A; e Enzo de Almeida Ramos, do 5º ano, que lidera a Categoria B. Enzo Almeida, mestre nacional pela Confederação Brasileira de Xadrez, também foi campeão da Categoria Sub 14 durante o Campeonato Mineiro de Xadrez Clássico 2020.

 

CIRCUITO MINEIRO

Nesta etapa, a equipe do Curso G9 recebeu o reforço dos seguintes alunos: João Victor de Almeida Santos, Victor Kazuo Mayekawa Makuchin e Gustavo Araujo de Castro, todos do 3º ano Ensino Fundamental I.

 

Participam da equipe, além de Enzo e André, os atletas Giovanna Almeida Magalhães, também mestre nacional em sua categoria, do Jardim II; Isabella Duarte da Fonseca, do 3º ano; Daniel David e Pietra Nobre Moreira Coli, do 5º ano; e Ian Fernandes de Lima e Silva, do 8º ano do Ensino Fundamental II.

 

Leia Mais
...
29 de setembro de 2020

Curso G9 lidera Circuito Mineiro de Xadrez Escolar 2020

Ensino Médio apresenta pesquisas da Feira à banca de avaliação

As equipes das 1ª e 2ª séries do Ensino Médio apresentaram as pesquisas realizadas, desde o início do ano letivo, à banca de avaliação da Feira do Conhecimento 2020 do Curso G9. Os encontros foram realizados de maneira remota, com o uso da plataforma Meet.

 

O tema geral da Feira do Conhecimento é “Saúde Vegetal no Mar e na Terra”, que está em consonância com a resolução da ONU (Organização das Nações Unidas), que escolheu 2020 como o Ano Internacional da Fitossanidade.

 

“Os trabalhos estão muito bons. Todos, alunos e professores, tiveram que se adaptar à nova realidade e transportaram para as plataformas digitais as pesquisas que começaram presencialmente no início do ano letivo”, explica a coordenadora do Ensino Médio e Pré-vestibular, Marcia Gil de Souza.

 

O Curso G9 mantém as atividades pedagógicas, por plataformas digitais, desde o início do necessário isolamento social. Confira o que está sendo feito na Educação Infantil, no Ensino Fundamental I, no Ensino Fundamental II e no Ensino Médio e Pré-vestibular.

 

FITOSSANIDADE

A Banca de Avaliação da Feira do Conhecimento foi formada por professores, coordenadoras e direção do Curso G9. “As bases das pesquisas das quais participei estão muito boas, mas são necessários pequenos ajustes – o que é natural neste momento”, destaca o professor de Biologia, Tadeu Carlos da Silva, que esteve na banca da 1ª série.

 

“Quero parabenizar os alunos, os professores orientadores e a coordenação pelo trabalho realizado até aqui. Houve um desenvolvimento muito grande das pesquisas. Sem dúvida, isso é um processo muito gratificante a todos”, diz a diretora pedagógica do Curso G9, professora Maria Aparecida Fernandes.

 

O diretor de Planejamento, professor Giovanni Henrique Faria Floriano, lembra que “a banca de avaliação é o momento para ajustes necessários”. “Um dos desafios das equipes, nesta fase final, será organizar a apresentação para a comunidade de maneira virtual”, ressalta. A ideia é usar as plataformas digitais para colocar a Feira do Conhecimento “no ar” a partir de novembro.

 

Os dois diretores participaram de todas as bancas do Ensino Médio, realizadas entre os dias 31 de agosto a 3 de setembro. Confira abaixo os subtemas das equipes.

 

SUBTEMAS | ENSINO MÉDIO

1ª série – Turma M11

Produção agrícola - Projetos de combate à fome e uso dos componentes da natureza no habitat natural

 

1ª série – Turma M12

Importância do fitoplâncton para a estabilidade do planeta e a manutenção da vida

 

2ª série – Turma M21

Sistemas Integrados e PANCS: Plantas Alimentícias não Convencionais

 

2ª série – Turma M22

A importância da fitossanidade para a produção da biomassa

Leia Mais
...
28 de setembro de 2020

Ensino Médio apresenta pesquisas da Feira à banca de avaliação

Turma F32 tem encontro poético em Projeto de Literatura

A poesia e uma boa prosa se encontraram para complementar o trabalho do Projeto de Literatura desenvolvido pela professora Lourdes Siqueira Almeida com os alunos do 3º ano do Ensino Fundamental I (Turma F32). As convidadas especiais foram a diretora pedagógica do Curso G9, Maria Aparecida Fernandes, e a professora aposentada Dona Sofia, personagem central do livro “A caligrafia de Dona Sofia”, do autor André Neves.

 

“Dona Sofia, essa doce senhorinha repleta de sabedoria, e o deslumbramento de seu Ananias pelos poemas e poetas, contagiaram os alunos da Turma F32 de maneira tal que despertou neles a curiosidade e o interesse por grandes poetas, como Fernando Pessoa. Por esse motivo, decidimos convidar a professora Fernandes para um bate-papo com a turma”, explica a professora Lourdinha, como é carinhosamente conhecida pelos alunos.

 

O encontro virtual aconteceu pelo Meet, uma das ferramentas do Google for Education, parceiro do Curso G9 desde o início da suspensão das aulas presenciais para se combater a Covid-19. Durante o bate-papo, a professora Fernandes falou sobre a vida e obra de Fernando Pessoa, leu e explorou dois poemas: Autopsicografia e Mar Português.

 

“O encontro com os pequenos foi muito gratificante, eles demonstraram muito interesse pela poesia e pelos poetas. É, sem dúvida, o momento da descoberta de grandes autores, como Fernando Pessoa”, diz a diretora pedagógica.

 

Para a professora Lourdinha, a “belíssima narrativa de André Neves apresenta também os muitos poemas levantados pelo autor”. “Além disso, as belas ilustrações têm nos permitido viajar sem limites através da fascinante história dessa professora aposentada que ama, copia, decora sua casa e, mais ainda, distribui poemas pela cidade toda, conquistando amigos, contagiando e enchendo de luz e cores a vida antes tão pacata. Os cartões que ela escreve e decora são entregues à população da cidade pelo carteiro Ananias, que também passou a ler e gostar de poemas através da leitura das poesias escritas nas paredes da casa de Dona Sofia”, completa.

 

Os alunos da Turma F31 também desenvolvem o Projeto de Literatura. Eles “receberam” uma visita especial de Dona Sofia no início do mês, quando ganharam um mimo e cartões personalizados por ela.

Leia Mais
...
26 de setembro de 2020

Turma F32 tem encontro poético em Projeto de Literatura

Alunos do Ensino Médio fazem prévia de simulação da FAO/ONU

Alunos da 1ª série do Ensino Médio do Curso G9 apresentaram uma prévia da pesquisa realizada para o Júri da FAO (Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura) que acontecerá em novembro. O tema, desenvolvido na área de Humanas com a coordenação da professora Marília Gil, é Estratégias de Combate à Fome no Mundo.

 

O projeto interdisciplinar complementa o tema geral da Feira do Conhecimento 2020, “Saúde Vegetal no Mar e na Terra”, em consonância com a resolução da ONU (Organização das Nações Unidas), que escolheu 2020 como o Ano Internacional da Fitossanidade.

 

“A simulação, um recurso que tradicionalmente utilizamos no projeto interdisciplinar de Humanas, foi pensada para ser feito presencialmente; agora, estamos adaptando ao modelo virtual”, explica a professora de Geografia, Marília Gil de Souza. “A simulação é usada como um recurso que permite a prática de uma certa situação e ajuda muito os alunos em habilidades no desenvolvimento do senso crítico, do vivenciar  desafios similares aos enfrentados pelas delegações nas reuniões ministeriais da FAO e da defesa de pontos de vista,  que, muitas vezes, não são os dos alunos, visto representarem, cada um, um país”, complementa.

 

FAO – ONU

Para a realização do projeto, os alunos foram divididos em duplas, cada uma representando a delegação de um país na FAO. Ela pesquisa o país escolhido, qual sua posição em relação ao tema e quais projetos defende nos encontros da FAO.

 

“O mais importante dessa proposta é que ela está ligada aos demais trabalhos em desenvolvimento nas diferentes disciplinas e oficinas oferecidas pelo Curso G9, como na de Culinária, da Horta e compostagem e na própria pesquisa para a Feira do Conhecimento”, diz a coordenadora pedagógica do Ensino Médio e do Pré-vestibular, Marcia Gil de Souza.

 

Para o discurso dos representantes de cada país, na Simulação da FAO, os alunos terão apoio do professor de Teatro, Luan Fernandes. Ele vai ajudá-los a se prepararem para a apresentação, como treinar postura e entonação da voz durante a reunião da FAO.

 

AULAS REMOTAS

O Curso G9 mantém as atividades pedagógicas, por plataformas digitais, desde o início da quarentena. Confira o que está sendo feito na Educação Infantil, no Ensino Fundamental I, no Ensino Fundamental II e no Ensino Médio e Pré-vestibular.

Leia Mais
...
24 de setembro de 2020

Alunos do Ensino Médio fazem prévia de simulação da FAO/ONU

Curso G9 participa do Programa Aluno Tutor do Google

Já pensou em um programa no qual o aluno é tutor do professor para sanar suas dificuldades em ferramentas virtuais? Assim é o Programa Aluno Tutor do Google for Education. O programa começou a ser implantado no Curso G9 agora em setembro pela Foreducation EdTech, primeira parceira Google no Brasil, especializada em projetos de integração tecnológica na educação com foco em pessoas. O lançamento foi realizado no último dia 11.

 

“O objetivo é buscar a fluência digital dos alunos, que têm autonomia para experimentar e propor soluções para os problemas e/ou dificuldades que serão apresentados pelos professores”, explica o coordenador do Projeto na Foreducation EdTech, Gabriel Tavares. O programa é voltado para alunos, a partir de 13 anos, do Ensino Fundamental II e Ensino Médio. A primeira turma conta com 18 alunos.

 

Para o diretor de Planejamento do Curso G9, professor Giovanni Henrique Faria Floriano, a atual geração já apresenta uma considerável familiaridade com a tecnologia. “No nosso entender, nada melhor do que usar esse domínio com as ferramentas virtuais para ajudar aqueles que precisam, inclusive os professores”, disse. Ele lembrou que o projeto é mais uma das ações do colégio para a capacitação aos professores, que promove cursos e treinamentos com frequência.

 

Google for Education

Outro programa desenvolvido no Curso G9 é Professor Embaixador Google, no qual o professor selecionado e certificado pela empresa trabalha colaborativamente com seus pares, orientando, esclarecendo dúvidas e motivando o uso de novos recursos, ferramentas e projetos com apoio de tecnologias. O primeiro professor certificado de Itajubá é João Gabriel Cavalcante, da disciplina de Inglês da Educação Infantil.

 

Os dois programas são desenvolvidos em parceria com a Foreducation EdTech, que presta consultoria ao Curso G9 na implantação das ferramentas da plataforma Google for Education, usada pelo colégio desde abril deste ano.

 

As ferramentas permitem que professores e alunos trabalhem em tempo real em documentos, planilhas, apresentações, sites, mapas, formulários e muitos outros, acessível de qualquer computador ou celular. Mais agilidade na organização e comunicação e mais tempo para as coisas criativas e inovadoras.

 

Aluno Tutor Google

De acordo com Gabriel Tavares, o Aluno Tutor do Google for Education conta com três etapas: na primeira, o Início, cada aluno terá que “adotar” dois professores que encontram dificuldades ao manusear as ferramentas da plataforma; ele deverá explicar que está participando do programa para ajudá-lo a vencer esses desafios. Há formulário e tutorial sobre isso. Quais ferramentas em que o professor tem dificuldade.

 

Na segunda etapa, chamada “O Meio – Mão na Massa”, o aluno deverá criar no mínimo dois materiais de apoio para cada professor, sempre tendo como foco a solução dos problemas apresentados; a ideia é que o tutor priorize materiais para ferramentas que eles usem no dia a dia escolar. Por fim, na última etapa – “O fim que é um novo começo: Impactando a Comunidade Local ou Escolar”, o aluno já concluiu o trabalho com os professores e, agora, precisa elaborar um projeto que impacte positivamente a escola ou a comunidade no seu entorno.

 

“Sem dúvida, a última etapa é a mais trabalhosa e precisa ser aprovada por nós e pela direção do Curso G9 para ser implantada”, disse Gabriel Tavares. O trabalho pode ser feito em grupo ou individualmente, em um prazo de até 90 dias, sempre com apoio e supervisão da Foreducation EdTech. “Esse é um prazo sugerido, mas há casos em que os alunos cumprem, com sucesso, todas as etapas em um tempo menor. Mas não há nenhum problema caso alguém precisa de um pouco mais de tempo: tudo é conversado durante o processo”, concluiu.

 

Primeira Turma

Os alunos tutores do Ensino Médio são: Ana Luísa Duarte da Fonseca (Turma M11), Ana Lívia Santos Franqueira (M22), Lívia Castilho Pereira       (M12), Rafael Monti Benac (M22), Rafael Neves de Moraes Castro (M11), Vinicius Ferreira dos Santos (M21) e Vinicius Souza dos Santos (M12).

 

No Ensino Fundamental II, participam os alunos: Aline Ramos de Souza (Turma F92), Caio Christopher Fernandes Ribeiro (F92), Fabiano da Silva Oliveira Junior (F91), Enzo Oliveira Avanci (F91), Mateus Faria Lopes (F81), Ian Fernandes de Lina e Silva (F82), Clara Moreira El Mouallem (F82), Clara Mouallem de Assis (F82), Pietra Vidal Mendonça (F82), Marcos Renato Gonçalves Dias (F71) e Pedro Ferreira Cardozo (F71).

 

Aulas Remotas

O Curso G9 mantém as atividades pedagógicas, por plataformas digitais, desde o início da quarentena. Confira o que está sendo feito na Educação Infantil, no Ensino Fundamental I, no Ensino Fundamental II e no Ensino Médio e Pré-vestibular.

Leia Mais
...
21 de setembro de 2020

Curso G9 participa do Programa Aluno Tutor do Google

G9 Social firma parcerias para doação de cestas básicas

O G9 Social firmou duas importantes parcerias neste segundo semestre letivo: com o Leo Club, ligado ao Lions Clube Itajubá, e com o Instituto Sapucaí, uma ONG (Organização Não-Governamental) que trabalha junto às associações de moradores para mapear e catalogar as famílias em vulnerabilidade social.

 

A meta do G9 Social é arrecadar alimentos ou cestas básicas, que serão direcionadas às duas entidades parceiras para distribuição às famílias que mais precisam. As doações podem ser feitas nos pontos de coleta organizados pelo grupo, de farmácias a supermercados. Para mais informações, o G9 Social mantém contas no Facebook e no Instagram.

 

“Nosso grupo de estudantes se reúne semanalmente para pensar e desenvolver ações afirmativas para a cidade de Itajubá, mesmo em tempos pandêmicos e de ensino remoto”, explicou Erikson Lima, professor de Sociologia e Filosofia do Ensino Médio e um dos coordenadores da Oficina G9 Social, que tem apoio da professora de Inglês, Patrícia Magalhães.

 

Ações Solidárias

De acordo com o professor, o grupo desenvolveu, no primeiro semestre, ações para arrecadar roupas para desabrigados e crianças em vulnerabilidade social. Também fizeram a doação de ração para animais abandonados. “Apesar de vivermos esse momento de isolamento social, deu bastante certo e respiramos aliviados com o alcance que tivemos”, disse Erikson Lima.

 

Para a aluna Lethicia Monteiro, da 2ª série do Ensino Médio (Turma M22), “a solidariedade transforma o mundo em um lugar melhor”. “Quando a gente se dispõe a ajudar e pensar no próximo, leva o bem a muito mais pessoas do que pensamos, além de nutrir a alma de energias boas”, disse. “Ao se dispor a entrar no projeto, nós, alunos participantes, doamos e recebemos, não há palavras para descrever experiências tão ricas, que nos formam como seres humanos melhores”, completou.

 

Bazar Solidário

Outro projeto social é o Bazar Solidário, que envolve alunos da 2ª série do Ensino Médio. Neste ano, em função da pandemia, também estão trabalhando remotamente. No primeiro semestre, o gripo lançou um site para receber doações neste ano. Basta acessar aqui para entrar no site, onde é possível se cadastrar para doar roupas, sapatos e acessórios.

Leia Mais
...
17 de setembro de 2020

G9 Social firma parcerias para doação de cestas básicas

Alunos do PV e do Ensino Médio surpreendem os professores

Uma grata e emocionante surpresa aos professores do Curso G9, resultado de uma atitude louvável dos alunos do Ensino Médio e Pré-vestibular: na semana pré-feriado de Independência, eles combinaram de assistir às aulas remotas com as câmeras abertas como forma de “matar a saudade”, “estreitar as relações” e “incentivar” o trabalho dos profissionais que, desde o início da quarentena, usam as plataformas digitais da Google for Education e a Geekie One para manter as aulas e atividades pedagógicas.

 

“Foi emocionante para todos porque, nesse processo de educação virtual, o professor quase não vê o aluno. Isso acontece, em especial, por uma questão técnica para não sobrecarregar a plataforma pela quantidade de pessoas na sala”, explicou a coordenadora do segmento de ensino, professora Marcia Gil de Souza. “Os professores se emocionaram, os alunos foram afetuosos, com mensagens de carinho e de valorização das aulas. Foi uma iniciativa maravilhosa, de muita sensibilidade, evidenciando a formação humana que destaca a escola”, completou.

 

Saudade e Carinho

Para a aluna Kailaine Marcondes S. Santos, da 3ª série (Turma M32), “a saudade é imensa, sentimos muita falta dos professores e de toda equipe Curso G9”. “Para muitos de nós, é como se fosse nossa própria família. E hoje, vivemos uma nova realidade, de distanciamento social. Acho que queríamos, ao ligar as câmeras, demonstrar esse sentimento de carinho e nos fazer presentes além da lista virtual de chamada”, destacou.

 

“Decidimos abrir as câmeras durante as aulas online para demonstrar o nosso carinho e proporcionar momentos de alegria aos professores. Acredito que eles gostaram bastante, ficaram leves e sorridentes”, disse o aluno Enzo Serrano Conti, da Turma M32.

 

Atitude Acolhedora

“Foi uma atitude muito bonita e acolhedora, que faz muito bem aos professores. Foi emocionante poder rever os nossos alunos e poder compartilhar esse momento”, ressaltou o diretor de Planejamento do Curso G9, Giovanni Henrique Faria Floriano, professor de Matemática da 3ª série e do Pré-vestibular.

 

Para Kleber Luiz Nogueira, professor de Física do Ensino Médio e do PV, quando se inicia uma aula nesta nova fase da Educação, de pandemia e isolamento, “eu, como professor, já me acostumei a ver somente letras ou imagens aleatórias na identificação dos alunos. Assim sempre bate uma pergunta: será que estão lá?”, contou.

 

“Aí, quando você inicia a aula e começa a ver os alunos, sim, ver os rostos dos seus alunos, o coração do professor se enche de alegria. Uma felicidade tomou conta de mim, e ficou difícil esconder a emoção. Sabe, é uma sensação de quando uma criança ganha uma bala ou algo que queria muito. Fiquei extremamente encantado com atitude e em êxtase de tanta alegria. Essa atitude renovou as minhas forças de professor e mostrou que existe vida detrás da tela do computador. Obrigado, alunos”, afirmou o professor de Física.

 

Aulas Remotas

O Curso G9 mantém as atividades pedagógicas, por plataformas digitais, desde o início da quarentena. Confira o que está sendo feito na Educação Infantil, no Ensino Fundamental I, no Ensino Fundamental II e no Ensino Médio e Pré-vestibular.

Leia Mais
...
14 de setembro de 2020

Alunos do PV e do Ensino Médio surpreendem os professores

TOPO