Loader Image

NOTÍCIAS

Atividades avaliativas do Ensino Fundamental II

Já na disciplina de Inglês, os alunos do 7º ano do EF II trabalharam com o vocabulário relacionado à alimentação, abrangendo as comidas e bebidas. Além disso, os alunos estudaram a gramática voltada às coisas contáveis e incontáveis, usando termos como “some”, “any”, “few” e “little”. 

Para avaliar o conhecimento obtido durante os estudos, os alunos realizaram diversas atividades, além da prova teórica. Durante o bimestre, os alunos trabalharam com vídeos que contavam sobre os “Food Trucks” – carros de comida que se tornaram populares nos Estados Unidos e hoje é uma tendência mundial, inclusive em Itajubá. 

Com isso, surgiu a ideia de os alunos criarem os “Food Trucks”, nos quais eles teriam que fazer alimentos e apresentarem as opções no cardápio e os ingredientes usados para a preparação das comidas. Essa atividade avaliou todo o conhecimento aprendido no bimestre, pois as apresentações das comidas e dos ingredientes foi toda em Inglês. 

A última atividade dos alunos foi uma aula na qual os alunos organizaram os “Food Trucks” e tiveram um momento de troca de comidas e experiências. 

“Esse trabalho desenvolveu, principalmente, a capacidade de trabalhar em grupo, pois eles tiveram que lidar com as diferenças e entrar em um acordo para escolher qual alimento fazer para o dia do trabalho”, explicou a professora de Inglês, Lívia Carvalho Mota Bueno. 

Lívia Bueno também disse que esse trabalho foi importante porque os alunos puderam vivenciar o conteúdo que aprenderam na teoria, pois tiveram que apresentar em inglês e usando os termos aprendidos em sala de aula.

 

Música, brincadeiras e comidas marcam o encerramento das atividades avaliativas dos alunos do Ensino Fundamental II (EF II) do Curso G9. Os alunos foram avaliados de forma lúdica e divertida nas avaliações que encerraram o primeiro semestre do ano. 

Os alunos do 6º ano do EF II trabalharam, na disciplina de Português, o livro “Menino no Espelho”, de Fernando Sabino. Durante a leitura, as crianças viram os brinquedos e brincadeiras antigas que eram comuns no século passado. 

A partir daí, eles fizeram entrevistas com idosos sobre como eram os brinquedos que eles usaram e quais as suas brincadeiras preferidas. Após as entrevistas, os alunos escolheram um brinquedo para confeccionar com a ajuda desses idosos, que viram, nessa atividade, uma forma de voltar à infância, ajudando as crianças dessa geração. 

Além disso, os alunos do 6º ano também estudaram, também na disciplina de Português, sobre os verbetes de enciclopédia. Para avaliar o conhecimento, foram orientados a escrever palavras explicando sobre os brinquedos confeccionados, contando um pouco sobre sua origem e o modo de usar. 

A culminância do trabalho se deu em uma aula bastante divertida, na qual os alunos levaram os brinquedos e brincaram durante a manhã, vivenciando um pouco come eram as brincadeiras na época de seus avós. 

“Esse foi um trabalho muito rico e contagiante porque os alunos adoraram fazer os brinquedos e resgatar essas brincadeiras”, contou a professora de Português, Cláudia Ribeiro Fortes. A professora também disse que , “durante o trabalho, os alunos perceberam que passam muito tempo no celular e eles brincarem como antigamente fez a diferença”. 

Música

Os alunos do 6º ano também foram avaliados de forma descontraída na disciplina de Espanhol. Durante o bimestre, eles tiveram uma sensibilização sobre os idosos, na qual aprenderam sobre os principais cuidados que as pessoas mais velhas precisam ter, sobre o corpo deles e sobre o que eles fazem nos horários de lazer. 

Após o trabalho teórico, os alunos elaboraram uma letra de música em espanhol, tendo como base uma melodia que já existisse. Cada grupo devia contar, em sua letra, sobre o que aprenderam durante o bimestre e o que mais marcou nos estudos. 

“Foi um trabalho muito bom, pois os alunos puderam trabalhar com a ortografia e com a criatividade ao escreveram a letra e com a oralidade, durante as apresentações”, explicou a professora de Espanhol, Eloíza Melhorança Nunes Montanari. 

Comidas

Leia Mais
...
29 de julho de 2019

Atividades avaliativas do Ensino Fundamental II

Cardápio do ConViver: de 29/07 a 02/08

29/07 | SEGUNDA-FEIRA

Salada: Alface, Tomate, Repolho, Vagem, Milho, Berinjela. Prato Principal: Pernil Acebolado. Opção/Vegetariano: Filé de Frango, Carne à Primavera e Bolinho de Lentilha. Guarnição: Farofa de Ovos com Ervilha. Fruta: Uva.

 

30/07 | TERÇA-FEIRA

Salada: Alface, Tomate, Rúcula, Grão de Bico, Salpicão de Frios. Prato Principal: Carne ao Molho Escuro. Opção/Vegetariano: Filé de Frango, Salsicha Italiana, Pimentão Recheado. Guarnição: Macarronada. Fruta: Manga.

 

31/07 | QUARTA-FEIRA

Salada: Alface, Tomate, Maionese, Couve, Quiabo e Soja Prato Principal: Frango à Moda. Opção/Vegetariano: Filé de Frango, Lombo Assado e Berinjela ao Forno. Guarnição: Quibebe. Fruta: Abacaxi.

 

01/08 | QUINTA-FEIRA

Salada: Alface, Tomate, Agrião, Ervilha, Tabule e Cenoura. Prato Principal: Linguiça de Forno. Opção/Vegetariano: Filé de Frango, Carne de Panela e Bolinho de Soja. Guarnição: Couve-flor Alho e Olho. Fruta: Melão.

 

02/08 | SEXTA-FEIRA

Salada: Alface, Tomate, Escarola, Feijão Branco, Palmito e Beterraba Cozida. Prato Principal: Drumet de Frango Assado. Opção/Vegetariano: Filé de Frango, Peixe Grelhado, Abobrinha Recheada. Guarnição: Legumes de Forno. Fruta: Salada de Frutas.

 

Leia Mais
...
26 de julho de 2019

Cardápio do ConViver: de 29/07 a 02/08

Curso G9 realiza 29º Laboratório Coral

O espetáculo final do Laboratório Coral de Itajubá foi fruto de uma intensa semana de treinamentos, oficinas e ensaios conduzidos pelos seguintes profissionais. Regentes: Zeca Rodrigues, Eduardo Fernandes e Eduardo Lakschevitz; Técnica Vocal: Francis Padilha; Percussão: Gustavo Godoy; Pianista: Rafael Faria; Violão: Luís Guilherme Anselmi e Ricardo Barison; e Direção Cênica de Reynaldo Puebla e Ana Abe. 

A equipe local responsável pelo evento foi formada pelos seguintes profissionais: Adília Coutinho, Ana Lígia Coutinho, Marco Coutinho e Edileia Santiago. A Coordenação Geral foi do maestro Amaury Vieira Fernandes. 

APOIO/PARCERIAS

A 29ª edição do Laboratório Coral é uma realização do Curso G9, com apoio institucional da Prefeitura Municipal  de Itajubá. O evento também contou com o apoio cultural das seguintes empresas e instituições: Sicredi, Mohallem Engenharia, Escola de Negócios e Idiomas To Bee, Grupo Florescer, Agência Contexto – Assessoria em Comunicação, MF Treinamentos, Bar da Maria, Restaurante Sem Nome e Padaria Morro Chic. 

O Laboratório Coral de Itajubá também teve apoio de jornalistas e órgãos de comunicação do município: Jornal Itajubá Notícias; Revista Guia da Mantiqueira; e Programas de rádio e TV Web locais: Cotrim Salomon, Nilda Bitencourt, Otávio Scofano e Oficina da Liza.

Arranjos inovadores para canções consagradas da Música Popular Brasileira (MPB) deram o tom da 29ª edição do Laboratório Coral de Itajubá, que lotou o Teatro Municipal Christiane Riera. A apresentação única, em 20 de julho, marcou o encerramento de uma semana intensa de ensaios e preparação que reuniu 112 cantores e cantoras corais de várias cidades do Brasil. 

No repertório, clássicos de Baden Powell, Vinícius de Moraes, Ivan Lins, Chico Buarque, Edu Lobo, Rita Lee, Lô Borges, Fernando Brant e Márcio Borges, Marcelo Yuka, Dominguinhos, entre outros. Teve até espaço para uma adaptação da canção Help, de Lennon/McCartney. O evento é uma realização do Curso G9, com apoio institucional da Prefeitura de Itajubá e parceria com empresas e instituições do município. 

“Gostaria de cumprimentar os cantores e cantoras e o maestro Amaury Vieira Fernandes por essa 29ª edição e por sua audácia e coragem, que são invejáveis. Sabemos o quanto é difícil promover a cultura em nosso país, mas sabemos que não é impossível levá-la a todos”, disse a diretora pedagógica do Curso G9, professora Maria Aparecida Fernandes. “É por isso que nós, do G9, sempre fazemos questão de apoiar todas as atividades culturais de qualidade e que sempre acrescentam mais à nossa sociedade”, completou.

Para Amaury Fernandes, “nós que agradecemos o imenso e incondicional apoio do Curso G9” para a realização do evento. “O 29º Laboratório Coral traduziu, sob forma de um  grande musical, a competência dos maiores maestros e profissionais da música brasileira atual. Isso vem demonstrar, de fato, que a arte coral produzida em Itajubá é um dos maiores propagadores da cultura local e verdadeiro agregador de todas as classes sociais”, ressaltou. “Agradecemos a todos os segmentos que viabilizaram este espetáculo”,  concluiu. 

Os ensaios do Laboratório Coral aconteceram na Sala de Arte e na Sala do Pré-vestibular (PV) do Curso G9. O colégio também abrigou em suas salas os 23 participantes que vieram de outras cidades do país. A preparação aconteceu entre os dias 14 e 19 de julho. 

Paralelo ao evento, aconteceu a 4ª edição do Laboratorinho Coral, que reuniu crianças e adolescentes de oito escolas públicas e particulares de Itajubá. 

FICHA TÉCNICA

Leia Mais
...
23 de julho de 2019

Curso G9 realiza 29º Laboratório Coral

Laboratorinho Coral reúne crianças de 8 escolas

“O Laboratorinho Coral de Itajubá surgiu da necessidade de oferecer às crianças do município uma atividade no seu período de férias escolares, que lhes proporcionassem momentos de descontração e aprendizado de novas formas de cantar e se expressar através do canto coral”, explicou o maestro Amaury Vieira, da coordenação geral do Laboratório Coral. 

Nesta edição, participaram alunos de duas escolas particulares – Curso G9 e Colégio Sagrado Coração de Jesus – e de seis escolhas municipais – Xavier Lisboa, Theodomiro Santiago, Antônio Salomon, Professor Carmo Cascardo, São Sebastião e São Vicente de Paulo. 

As canções apresentadas pelas crianças e adolescentes foram: Trem sem freio, de João Lúcio Azevedo; Lua Quebrada, de Plínio Leite e Gildes Bezerra; Reluz, de Giovanni Guimarães; e Boa barba e baba bem, de Amaury Vieira e Gildes Bezerra.

Crianças e adolescentes de oito escolas públicas e particulares de Itajubá participaram da 4ª edição do Laboratorinho Coral, evento paralelo à realização do 29º Laboratório Coral – ambos, uma realização do Curso G9. 

A apresentação final do Laboratorinho aconteceu na sexta-feira, 19 de julho, no Teatro Municipal Christiane Riera. No repertório, canções dos seguintes compositores itajubenses: Amaury Vieira, Gildes Bezerra, Plínio Leite, João Lúcio de Azevedo e Giovanni Guimarães. 

“O Laboratorinho Coral de Itajubá vem para confirmar que a arte aliada à educação tem o poder de agregar, incluir e transformar uma sociedade. É um trabalho sério, desenvolvido por profissionais competentes e experientes, no qual o resultado se traduz na alegria de cada criança no palco”, resumiu a coordenadora do evento, Edileia Santiago. “É a certeza de que vale a pena investir e insistir na semeadura do canto coral desde pequeno, que nos faz acreditar, cada vez mais, no poder da arte aliada à educação”, completou. 

A preparação do grupo aconteceu, entre os dias 15 e 19 de julho, nas escolas municipais Xavier Lisboa e Theodomiro Santiago, sob a regência dos maestros Ana Luísa Machado Fernandes, Marina Machado, Fernandes e Paulo José Machado Fernandes; a direção cênica ficou sob a responsabilidade de César Augusto Pierini; e a coordenação de Edileia Santiago.

 

Laboratorinho

Leia Mais
...
22 de julho de 2019

Laboratorinho Coral reúne crianças de 8 escolas

Cardápio do ConViver: de 15 a 19 de julho

 

 

15/07 | SEGUNDA-FEIRA

Salada: Alface, Tomate, Agrião, Ervilha, Cenoura Cozida e Couve. Prato Principal: Costelinha à Moda Mineira. Opção/Vegetariano: Hambúrguer de Lentilha e Filé de Frango. Guarnição: Farofa Crocante. Fruta: Mamão.

 

16/07 | TERÇA-FEIRA

Salada: Alface, Tomate, Rúcula, Milho, Couve-Flor e Repolho Roxo. Prato Principal: Lasanha à Bolonhesa. Opção/Vegetariano: Lasanha de Brócolis com Queijo e Filé de Frango. Guarnição: Berinjela à Provençal. Fruta: Melancia.

 

17/07 | QUARTA-FEIRA

Salada: Alface, Tomate, Agrião, Lentilha, Mandioquinha e Pepino. Prato Principal: Lombo Assado. Opção/Vegetariano: Tomate Recheado com Queijo e Ervas Finas e Filé de Frango. Guarnição: Batata Maravilha. Fruta: Abacaxi.

 

18/07 | QUINTA-FEIRA

Salada: Alface, Tomate, Almeirão, Feijão Branco e Beterraba Cozida. Prato Principal: Peixe Grelhado. Opção/Vegetariano: Bolinho de Grão de Bico e Filé de Frango. Guarnição: Legumes Sauté. Fruta: Melão.

 

19/07 | SEXTA-FEIRA

Salada: Alface, Tomate, Rúcula, Soja ao Vinagrete e Jardineira de Legumes. Prato Principal: Lagarto ao Molho de Champignon. Opção/Vegetariano: Pastelão à Primavera e Filé de Frango. Guarnição: Macarrão Alho e Óleo. Fruta: Manga.

 

Leia Mais
...
13 de julho de 2019

Cardápio do ConViver: de 15 a 19 de julho

Nova Gestão da CIPA do Curso G9 é eleita

Nova gestão da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) é eleita no Curso G9. A votação aconteceu no dia 28 de junho na Sala dos Professores e contou com a participação dos colaboradores de todos os departamentos da escola.

Os gestores da CIPA são formados por quatro funcionários – dois indicados pela direção da empresa e dois eleitos pelos próprios funcionários e professores. Essa nova gestão deve atuar no ano de 2019 e 2020, promovendo cursos e treinamentos sobre segurança no trabalho, preparando uma equipe apta a lidar com a prevenção de acidentes e criando um ambiente escolar cada vez mais seguro para todos que frequentam o Curso G9. 

Este ano, os indicados pela escola foram o responsável pelo setor de Vestibulares, Renato de Castro Cardoso, como presidente, e a responsável pela Biblioteca, Rejane Ribeiro de Lima, como secretária. Já os eleitos foram: Alexandre Carlos Domingos, para vice-presidente, com 26 votos. e Leôncio Guilherme de Barros Junior para suplente, com 23 votos.

Leia Mais
...
11 de julho de 2019

Nova Gestão da CIPA do Curso G9 é eleita

Alunos dos 8º anos estudam o coração

Um dos alunos da turma foi diagnosticado com a Síndrome do Bebê Azul ao nascer, que é uma má formação no sistema cardiovascular e pode levar à morte se o recém-nascido não passar por algumas cirurgias. Isso despertou o interesse dos colegas e do próprio aluno, que pesquisaram com curiosidade sobre o assunto. 

“Foi muito legal falar sobre a doença. Durante o trabalho, a professora fez várias perguntas e tive que pesquisar e descobri várias coisas que eu não sabia. E com isso consegui responder às perguntas dos meus colegas e as minhas.”, contou o aluno Daniel Costa Barros, Turma F81, que foi diagnosticado com a síndrome ao nascer. 

No dia da apresentação do trabalho, houve uma roda de conversa, na qual cada aluno relacionava o problema cardiovascular estudado com o que estava sendo falado. Durante a atividade, os alunos fizeram uso de tablets, celulares e computadores, com o objetivo de averiguar as informações e pesquisar respostas para as perguntas feitas. 

“O que gostei desse trabalho foi que, enquanto a maioria das apresentações de slides é aquela coisa formal, essa não foi; ela aconteceu em formato de discussão e deu para gente interagir e aprender bastante”, contou, empolgado, o aluno Enrico Menezes Navarro, Turma F81. 

Além disso, também tiveram alunos que fizeram experiências para mostrar o conteúdo estudado para os colegas. Como exemplo, temos o aluno da Turma F82, Henrique Guimarães Pedrosa. Henrique fez uma representação de como funciona o transplante de medula, utilizando-se de elementos simples, como gelatina e calda de sorvete.

“Foi um experimento bacana de fazer, pois envolveu uma parte de conhecimento que nós, do 8º ano, não tínhamos tanto domínio, por ser algo bem avançado. Então, fazer o experimento em uma área que eu não conhecia foi muito legal por causa desse desafio”, explicou Henrique. 

A professora de Ciências Biológicas do G9, Pollyanna M. Freitas Leite, contou um pouco sobre o projeto: “A proposta da atividade foi promover a discussão e a pesquisa. O principal objetivo era que os alunos se questionassem ao final do trabalho sobre o quanto desse conhecimento que eles tiveram eles podem levar para a vida”.

 

Alunos do 8º ano do Ensino Fundamental II do Curso G9 realizam trabalho sobre problemas relacionados ao sistema circulatório. A atividade envolveu pesquisas, estudos, experiências e uma roda de conversa com o objetivo de tornar o conteúdo mais atrativo para os alunos. 

“O interessante dessa atividade foi apresentar os vários problemas e doenças que a gente nunca iria ver em um caderno ou em uma apostila. Aprendemos praticamente o funcionamento da maioria dos sistemas do corpo.”, disse o aluno da Turma F81, Athos Pereira Marinho. “Com esse trabalho, deu para sintetizar muito tempo de estudo em poucas aulas”, completou. 

Durante o segundo bimestre, os alunos do 8º ano trabalharam sobre os mais diversos problemas circulatórios. Eles foram divididos em grupos, e cada grupo escolheu alguma doença ou problema relacionado ao coração para realizar sua pesquisa. 

“Essa foi uma atividade muito interessante. Descobri várias doenças que a gente pode ter um dia. E foi muito bom discutir junto sobre os mais diversos problemas que o sistema cardiovascular pode apresentar”, contou Breno Henrique Oliveira Silva, da Turma F81. 

Exemplo Prático

Leia Mais
...
09 de julho de 2019

Alunos dos 8º anos estudam o coração

Cardápio do ConViver: de 07 a 12 de julho

 

 

08/07 | SEGUNDA-FEIRA

Salada: Alface, Tomate, Rúcula, Beterraba Cozida, Milho e Abobrinha. Prato Principal: Linguiça Acebolada. Opção: Carne Assada ao Molho e Filé de Frango. Guarnição: Macarrão Alho e Óleo. Fruta: Manga.

 

09/07 | TERÇA-FEIRA

Salada: Alface, Tomate, Almeirão, Couve-Flor, Ovos de Codorna e Lentilha. Prato Principal: Frango Assado. Opção: Nuggets e Filé de Frango. Guarnição: Creme de Milho. Fruta: Salada de Frutas.

 

10/07 | QUARTA-FEIRA

Salada: Alface, Tomate, Couve, Quiabo, Abobora Madura e Batatonese. Prato Principal: Bife e Pernil Acebolado. Opção: Vaca Atolada e Filé de Frango. Guarnição: Chuchu Tropeiro.  Fruta: Abacaxi.

 

11/07 | QUINTA-FEIRA

Salada: Alface, Tomate, Acelga e Cenoura Cozida. Prato Principal: Estrogonofe de Carne. Opção: Iscas de Frango à Chinesa e Filé de Frango. Guarnição: Batata Palha. Fruta: Manga.

 

12/07 | SEXTA-FEIRA

Salada: Alface, Tomate, Couve, Vinagrete e Mista de Legumes. Prato Principal: Canjiquinha com Costelinha. Opção: Rocambole de Carne Recheado e Filé de Frango. Guarnição: Couve Alho e Óleo. Fruta: Uva.

 

Leia Mais
...
08 de julho de 2019

Cardápio do ConViver: de 07 a 12 de julho

Xadrez é classificado para a Estadual do JEMG

A equipe de Vôlei Feminino Módulo II do Curso G9, que venceu a Fase Microrregional e se tornou bicampeã da competição, também representou o colégio na Etapa Regional de Caxambu.

 

 

Quatro atletas do Clube de Xadrez do Curso G9 (CXG9) foram classificados para a etapa estadual dos Jogos Escolares de Minas Gerais (JEMG). O acesso foi garantido graças ao bom desempenho dos alunos na etapa Regional Sul, realizada em 26 e 27 de junho, em Caxambu/MG. 

Os atletas classificados são os seguintes: Vívian dos Santos Carvalho, campeã Modulo I Feminino; Renan de Souza Stockler Morais, campeão Módulo I Masculino; Pedro Esteban Arango, que ficou em 3° lugar, e Harley Davidson Vieira da Silva, em 4° lugar – ambos no Módulo 2 Masculino. Vívian Carvalho e Renan Morais tiveram homologado, há 15 dias, o título de Candidato a Mestre Minas Gerais, concedido pela Federação Mineira de Xadrez. 

“Fiquei muito feliz, pois essa é a segunda em que o Curso G9 chega à última fase do JEMG com quatro atletas, feito só foi alcançado em 2016. Dessa vez ainda melhor, pois brigaremos por medalhas em três categorias diferentes: Módulo I e II Masculino e Módulo II Feminino”, explicou o professor de Xadrez do Curso G9, Antônio Martins. 

Para ele, que também é o técnico da equipe, “a união e o companheirismo da equipe fez a diferença na conquista desses resultados”. “Um atleta sempre estava ajudando o outro durante as preparações e durante, as rodadas, ficávamos na torcida por bons resultados”, destacou. Também integrou a delegação do Curso G9 o aluno Afonso Vitor Ligório Miranda, que disputou o Módulo I Masculino. 

No ano passado, o Curso G9 conquistou quatro medalhas, dois troféus, a premiação de melhor técnico e o título de Melhor Escola no Módulo I Feminino da Fase Estadual do JEMG. 

Vôlei Feminino

Leia Mais
...
05 de julho de 2019

Xadrez é classificado para a Estadual do JEMG

Banca avalia trabalhos do Ensino Médio

Durante o primeiro semestre, os alunos realizaram diversas pesquisas, trabalhos e planejaram como irão apresentar o conteúdo apreendido no dia Feira. Para avaliar a qualidade dos trabalhos feitos, os alunos realizaram apresentações para uma comissão avaliadora formada por pessoas de dentro e fora da escola. 

Contamos com a colaboração de dois avaliadores externos: o Dr. Bruno Vaz C. de Souza, astrônomo e diretor do LNA – Laboratório Nacional de Astrofísica;  Doutora em Bioquímica e professora do Centro Universitário de Itajubá – Fundação de Ensino e Pesquisa de Itajubá (FEPI), que avaliou a turma M21; e Amanda Natalina de Faria, que participou da avaliação das equipes de Ambientação Externa e da Turma M11. Amanda gostou muito da qualidade das apresentações: “Degustei o trabalho dos alunos. Foi enriquecedor, pois aprendi muito sobre a arte”, disse Amanda Faria durante a avaliação da Ambientação Externa. 

Os alunos do G9 estão se preparando para a Feira desde o começo do ano e já participaram de diversas atividades, como um seminário sobre Química, uma palestra sobre Radioatividade, o plantio de feijões na horta da escola e experiências químicas.

 

Os trabalhos de pesquisa dos alunos do Ensino Médio para a Feira do Conhecimento de 2019 foram apresentados à Banca de Avaliação, formada por profissionais da área, professores de Química, coordenação pedagógica e diretoria do Curso G9. A atividade, realizada entre os dias 24 de junho e 4 de julho, teve como objetivo avaliar o andamento das pesquisas para a Feira, que tem como tema os 150 anos da Tabela Periódica. 

“A Banca de Avaliação é o ponto alto da pesquisa, pois os alunos têm que apresentar tudo o que foi estudado, desde o início do ano letivo, para uma comissão avaliadora”, explicou a coordenadora do Ensino Médio, Márcia Gil de Souza. “Essa banca evidenciou a pesquisa científica que eles fizeram, com uma riqueza que não tem tamanho, e apontou eventuais ajustes, muito pertinentes para cada grupo”, completou. 

Tabela Periódica

A fim de dividir os trabalhos abrangendo a maior quantidade de temas, as turmas foram divididas em subtemas específicos. Os alunos da 1ª série ficaram com os subtemas: Turma M11 – “Os elementos químicos: história e avanços na medicina no combate ao câncer”; e Turma M12 – “Química, tecnologia e inovação – nanotecnologia”. Já os alunos da 2ª série pesquisaram os seguintes subtemas: Turma M21 – “A corrida espacial e a busca por elementos químicos novos”; e a Turma M22 – “O trem de ferro das Minas Gerais”. 

Além disso, há uma equipe responsável pela ambientação externa da escola durante a Feira do Conhecimento, que acontecerá em setembro. Essa equipe é formada por alunos das 1ª e 2ª séries do Ensino Médio, com a orientação da professora de Arte, Anabel Faria Floriano Ribeiro. O subtema da Ambientação Externa é: “O papel fundamental da Química na evolução das artes plásticas – na descoberta e produção de tintas e no uso de metais, minerais e rochas nas esculturas”. 

Química

Leia Mais
...
04 de julho de 2019

Banca avalia trabalhos do Ensino Médio

Alunos participam da Olimpíada de Matemática

O Curso G9 acredita que as Olimpíadas Escolares despertam nos alunos o interesse e a curiosidade nos mais diversos tipos de Ciências. No início do ano, mais de 100 alunos da escola participaram das provas “Canguru de Matemática” e XV Olimpíada Brasileira de Biologia, que aconteceram em março. 

Na Área de humanas, 18 equipes do G9 disputaram a 3ª fase da 11ª Olimpíada Nacional em História do Brasil (ONHB), que é promovida pela Unicamp (Universidade Estadual de Campinas). Outra olimpíada que reuniu mais de 50 alunos do G9 foi a 22ª Edição da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA), que aconteceu em 17 de maio. 

E a mais recente prova que o G9 participou foi a 15ª Edição da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas e Particulares (OBMEP), que reuniu 56 alunos em 21 de maio.

 

Alunos do Curso G9 participaram de mais uma olimpíada de conhecimento. Ao todo, 30 alunos do Ensino Fundamental II e Ensino Médio realizaram a prova da Olimpíada Mineira de Matemática (OMM), que aconteceu em 28 de junho. 

A OMM, promovida pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), é dividida em duas fases. Além disso, são três níveis diferentes, com o objetivo de colocar alunos da mesma faixa etária competindo entre si. O Nível 1 é voltado aos alunos de 6º e 7º do Ensino Fundamental II (EF II); o Nível 2 tem como foco os alunos dos 8º e 9º também do EFII; e os alunos do Ensino Médio ficam todos no Nível 3. 

“A olimpíada deixa os alunos mais preparados para enfrentar desafios de provas futuras, por ter que lidar com a questão do tempo, com a ansiedade e com o estudo dos conteúdos cobrados”, contou o professor de Matemática, Vicente Carlos Martins. 

Diferente das outras olimpíadas de conhecimento de Matemática, que cobram muito a lógica dos alunos, a OMM tem um enfoque mais conteudista, tendo questões mais técnicas e específicas. 

OLIMPÍADAS ESCOLARES

Leia Mais
...
03 de julho de 2019

Alunos participam da Olimpíada de Matemática

Alunos do Jardim I e II visitam supermercado

A professora da Turma E42, Rayssa Ribeiro de Lima, contou um pouco sobre a aula passeio: “Esse tipo de atividade é muito motivadora. O simples fato de sair da escola com os colegas e andar de van, já é uma festa. Todo conhecimento apresentado às crianças deve estar sempre contextualizado na prática. A aula passeio favorece significativamente essa contextualização, pois permite que os alunos realmente vivenciem o conteúdo trabalhado; pudemos abordar várias questões durante a aula passeio, como diversidade de alimentos, diferença entre furtas/verduras/legumes, alimento natural/ fabricado, os elementos químicos presentes em cada alimento, preço dos produtos e as regras do ambiente do supermercado”, explicou. 

De acordo com a professora, durante o percurso, os alunos também puderam ver as placas e sinalizações de trânsito, que estudaram no bimestre passado. 

Outra atividade relacionada à Feira do Conhecimento foi o plantio de feijões na horta da escola realizado pelas turmas do Jardim I. 

Também em preparação para a Feira, alunos do 8º ano participaram de palestra sobre Radioatividade e várias turmas do Fundamental II e do Ensino Médio, de Seminário sobre Química.

As turmas do Jardim I e II do Curso G9 participam de mais uma atividade relacionada à Feira do Conhecimento 2019, que tem como tema os 150 anos da Tabela Periódica. Desta vez, uma visita a um supermercado de Itajubá; os passeios aconteceram nos dias 24, 25, 26 e 28 de junho. 

“Gostei muito de ir ao mercado porque aprendemos várias coisas”, contou a aluna da turma E42, Giovanna Almeida Magalhães. “Vimos que existem muitos elementos químicos nas comidas, como o cálcio no leite”, explicou a aluna. 

Este ano, os alunos do Jardim I e II estão fazendo suas pesquisas com o subtema “Elementos Químicos na alimentação”. Com isso, a visita ao supermercado visou mostrar aos alunos que os elementos químicos compõem tudo que está ao nosso redor e que muitos são de grande importância para o ser humano. 

Durante a visita, as crianças observaram os diversos tipos de alimentos e produtos presentes no supermercado, exploraram os rótulos dos produtos e aprenderam na prática o que estão pesquisando para a Feira do Conhecimento. Além disso, compraram ingredientes para fazer uma receita em sala de aula. 

QUÍMICA

Leia Mais
...
02 de julho de 2019

Alunos do Jardim I e II visitam supermercado

Cardápio do ConViver: de 01 a 05 de julho

 

 

01/07 | SEGUNDA-FEIRA

Salada: Alface, Tomate, Ovos de Codorna, Cenoura Ralada, Ervilha e Repolho. Prato Principal: Frango à Mineira. Opção: Torta Cremosa de Palmito com Queijo e Filé de Frango. Guarnição: Virado de Abobrinha. Fruta: Mamão.

 

02/07 | TERÇA-FEIRA

Salada: Alface, Tomate, Salpicão de Frios, Beterraba Cozida, Feijão Branco e Agrião. Prato Principal: Lagarto ao Molho. Opção: Panqueca de Frios, Panqueca de Brócolis e Filé de Frango. Guarnição: Batata Frita de Forno. Fruta: Salada de Frutas.

 

03/07 | QUARTA-FEIRA

Salada: Alface, Tomate, Maionese, Lentilha, Mugango e Salada Tricolor. Prato Principal: Lombo Assado. Opção: Medalhão de Frango, Abobrinha Recheada e Filé de Frango. Guarnição: Mandioca Maravilha. Fruta: Abacaxi.

 

04/07 | QUINTA-FEIRA

Salada: Alface, Tomate, Abobrinha com Atum, Milho, Berinjela e Rúcula. Prato Principal: Hambúrguer Gourmet. Opção: Escondidinho de Frango com Catupiry, Berinjela com Queijo e Filé de Frango. Guarnição: Brócolis e Cenoura Alho e Óleo. Fruta: Manga.

 

05/07 | SEXTA-FEIRA

Salada: Alface, Tomate, Couve, Vinagrete, Laranja e Quiabo. Prato Principal: Feijoada. Opção: Bolinho de Grão de Bico e Filé de Frango. Guarnição: Farofa Crocante. Fruta: Uva.

 

Leia Mais
...
01 de julho de 2019

Cardápio do ConViver: de 01 a 05 de julho

Mais 2 enxadristas são candidatos a mestre

O enxadrista Renan de Souza Stockler Morais conheceu os tabuleiros com seu avô paterno e logo se interessou. Começou a jogar xadrez com pouco mais de seis anos. Iniciou suas aulas na Oficina de Xadrez do Curso G9. Desde então, destacou-se não apenas pela pouca idade, mas pelos resultados no tabuleiro. 

Renan Morais conquistou resultados expressivos: 5º lugar – 1º ano do Ensino Fundamental Masculino, em 2013, no Campeonato Brasileiro de Xadrez Escolar em Betim/MG (seu primeiro torneio); 7º melhor enxadrista do mundo na categoria Sub 07 no X Campeonato Mundial de Xadrez Escolar 2014 – I Festival Internacional de Xadrez de Juiz de Fora e melhor brasileiro colocado da categoria; e vice-campeão brasileiro categoria Sub-08 FENAC 2015, em São Paulo/SP, entre outros.

Mais dois alunos do Clube de Xadrez do Curso G9 (CxG9) tiveram homologado o título de Candidato a Mestre Minas Gerais, concedido pela Federação Mineira de Xadrez. São eles Vívian dos Santos Carvalho, da 1ª série do Ensino Médio, e Renan de Souza Stockler Morais, do 7º ano do Ensino Fundamental II. 

O anúncio dos novos candidatos a mestre foi feito na sexta-feira, 21 de junho. Além de Vivian Santos e Renan Morais, também conquistou o mesmo título o aluno do 2º ano do Ensino Fundamental I, André Bernardo Britto. 

“Estamos muito felizes com a conquista porque mostra a qualidade e o compromisso dos nossos atletas com o esporte”, disse o professor de Xadrez do Curso G9, Antônio Martins. “Vale destacar que Renan Morais também detém o título de Candidato a Mestre da FIDE – Federação Internacional de Xadrez”, completou. Esse título veio logo após ficar em 3° lugar no Festival Pan Americano de Xadrez 2015. 

VIVIAN DOS SANTOS

Vívian dos Santos Carvalho é uma enxadrista que começou a jogar com 7 anos, após assistir a uma partida de exibição de um colega. Aos 9 anos, conquistou seu primeiro título – o de Campeã Brasileira Escolar em Betim MG, em 2013, no 4º ano do Ensino Fundamental. 

Desde então, integra a delegação do Curso G9 nas diversas competições de Xadrez, como Campeonato Brasileiro/FENAC, Sul-Americano de Xadrez da Juventude, Campeonato Brasileiro de Xadrez Escolar, Campeonato Mineiro da Juventude e Jogos Escolares de Minas Gerais (JEMG) – do qual, é atual campeã –, entre outras competições. 

RENAN MORAIS

Leia Mais
...
29 de junho de 2019

Mais 2 enxadristas são candidatos a mestre

Alunos do 5º ano na formatura do Proerd

Durante o evento, a mestre de cerimônia, Cabo Michele, instrutora do Proerd nas cidades de Consolação, Paraisópolis e Gonçalves, contou sobre a importância do projeto com os alunos do ensino básico: “A PM acredita que as crianças são pessoas importantes e, desde pequenas, elas podem modificar muitas coisas em sua volta, e quando crescerem poderão mudar o mundo”. 

Ao final do curso, cada aluno escreveu uma redação contando um pouco sobre sua experiência com o Proerd – citando o que mais gostou de aprender com o programa e sugerindo quais ações os alunos podem tomar para mudar o mundo à sua volta. Para incentivar os alunos, há uma premiação, que aconteceu durante a cerimônia de formatura, na qual a melhor redação de cada turma recebe uma medalha e um prêmio da Polícia Militar. 

Por ter duas turmas de 5º ano do Ensino Fundamental I, dois alunos do Curso G9 foram premiados: Valentina Schmitz, da Turma F51, e Lucas Costa Spressola, da Turma F52. 

Premiação

“Achei o Proerd bem legal e importante porque nos ajuda a fazer escolhas na nossa vida, nos ensina a como resolver problemas se estivermos em uma situação de perigo e nos mostra os efeitos das drogas”, contou o aluno Lucas. Quando indagado sobre o prêmio de melhor redação da turma, disse: “Foi uma surpresa porque pensei que não fosse ganhar. Quando soube, fiquei bem nervoso e ansioso, mas depois fiquei bem feliz e muito animado com a homenagem”, ressaltou. 

Já aluna Valentina Schmitz disse que gostou muito do Proerd “porque a gente aprendeu várias coisas, por exemplo, como se defender e como se posicionar diante de situações de perigo”. Ela falou ainda que ficou “muito envergonhada” quando seu nome foi anunciado como uma das vencedoras do prêmio, mas “muito feliz com o resultado”. 

Na mesma tarde da Formatura, os alunos do Curso G9 prepararam uma confraternização para comemorar o fim desse ciclo. Eles convidaram o sargento Jeferson, instrutor das turmas do Proerd da escola, para participar de um momento repleto de doces, salgados e de muita conversa. 

“É muito importante que estejamos aqui, hoje, para comemorar o final desse trabalho que é fundamental para vocês. Temos que agradecer ao sargento Jeferson e a Polícia Militar por essa colaboração”, disse a diretora Pedagógica do Curso G9, professora Maria Aparecida Fernandes. “Que vocês possam crescer e sejam adultos responsáveis e cientes do mal que as drogas causam em nossa vida”, completou.

 

 

Alunos dos 5º anos do Ensino Fundamental I do Curso disseram não às drogas durante a cerimônia de formatura Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd), que é realizado pela Polícia Militar. O evento, que contou com a participação de escolas das redes pública e privada do Sul de Minas, aconteceu em 25 de junho, no Teatro Municipal Christiane Riera. 

Essa foi a 36ª Edição do Proerd, em âmbito nacional, e a 19ª Edição em Itajubá. O Proerd é um programa semestral que inclui diversas aulas e atividades nas escolas e que tem como objetivos instruir as crianças sobre os malefícios que as drogas causam na vida das pessoas e incentivá-las a ficar longe dessas substâncias. 

Proerd 2019

Leia Mais
...
27 de junho de 2019

Alunos do 5º ano na formatura do Proerd

Sensibilização de Química para o Maternal II

Experimentos químicos e olhares curiosos marcaram a tarde dos alunos do Maternal II da Educação Infantil do Curso G9, que participaram de sensibilização sobre a Química. A atividade teve como objetivo preparar os alunos para a Feira do Conhecimento de 2019. As experiências aconteceram na tarde de junho, no Laboratório de Química do G9. 

“Nossa proposta era vir com o estereótipo de cientista, com jaleco, luvas e outros equipamentos e fazer alguns experimentos para que os alunos percebam a existência da profissão de cientista”, contou o professor de Química, Glauber Luz, que conduziu a atividade. “Também é uma forma de despertar ideias para que os alunos possam desenvolver o trabalho da Feira”, completou. 

Para a atividade, Glauber Luz levou alguns experimentos químicos, que despertaram a curiosidade dos alunos. “Como eles ainda são muito novos, eles veem a Química como algo mágico”, comentou. 

O tema da Feira do Conhecimento do Curso G9 de 2019 é sobre a comemoração de 150 anos da criação da Tabela Periódica dos Elementos Químicos. As Turmas do Maternal II têm como subtema “Elementos da Diversão” e vão basear seus trabalhos em experimentos que podem ser realizados em casa com materiais simples, acessíveis e seguros para crianças.

 

Leia Mais
...
25 de junho de 2019

Sensibilização de Química para o Maternal II

TOPO