Simulação do Conselho de Segurança da ONU

18/09/2019

Projeto dos alunos do 9º ano do Fundamental II integra o trabalho interdisciplinar de Geografia, Espanhol, Inglês e Português.

Debates, política de aliança e muita pesquisa marcaram a Simulação do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) dos alunos do 9º ano do Ensino Fundamental II do Curso G9. A atividade, realizada em 6 de setembro, integra o trabalho interdisciplinar de Geografia, Espanhol, Inglês e Português. 

“O objetivo dessa atividade é que os alunos tenham a capacidade de argumentar, discutir e chegar a alguma conclusão de consenso”, explicou a professora de Geografia, Marília Gil de Souza, idealizadora do projeto.  “Outro fator é que, com essa atividade, eles ficam atentos aos problemas enfrentados por outros países, como é o caso da Venezuela”, completou. 

A Simulação do Conselho de Segurança da ONU é uma atividade que acontece anualmente no Curso G9, com os mais variados temas. Este ano, o escolhido foi a Questão da Venezuela. Para realizar o projeto, os alunos são divididos entre os diversos países que compõe o Conselho de Segurança da ONU. Cada grupo precisa estudar o posicionamento de seu país sobre a questão, ler notícias na mídia e pesquisar sobre o tema em livros. 

A atividade começou no segundo bimestre, nas aulas de Geografia, quando os alunos começaram a pesquisar sobre o país vizinho. Além das pesquisas, tiveram aula sobre a crise que esse país vive e, como forma de enriquecer ainda mais ainda o projeto, foi realizado um Seminário sobre a Crise na Venezuela, ministrado pelo venezuelano Alexander Albarrán. 

Conselho de Segurança

Durante a Simulação deste ano, cada aluno defendeu o ponto de vista de seu país, apresentando dados para defender sua argumentação. Além disso, como parte da atividade, cada aluno teve que escrever um “Documento de Posição Oficial”, seguindo algumas regras específicas que demonstrasse qual o posicionamento de cada país. 

Após os argumentos apresentados, os alunos propuseram soluções para ajudar a Venezuela e seu povo. As ideias que apareceram foram desde o envio de ajuda humanitária, até uma possível intervenção militar no país. Ao final da simulação houve uma votação para decidir qual proposta era a mais válida para solucionar o problema. 

Como cada turma realizou o trabalho de forma independente: houve dois resultados para as mais diversas propostas levantadas. A Turma F92 concordou em votação que o envio de ajuda humanitária é a melhor solução para a atual tensão política vivida no país. Já a Turma F91 não chegou a nenhum acordo, pois em nenhuma proposta apresentada os alunos conseguiram a maioria dos votos.

 

Fonte: Agência Contexto



Voltar

Curso G9

Curso G9

Endereço

Avenida Doutor Jerson Dias, 175
Estiva - CEP 37500-279
Itajubá - MG

Telefone: (35) 3623-1877